Bioenergia pode “limpar” matriz energética na América Latina e África

José Goldemberg comenta relatório apresentado recentemente na Fapesp sobre o potencial da bioenergia na sustentabilidade

Recentemente, o Programa Fapesp de Pesquisa em Bioenergia (Bioen) publicou o relatório Bioenergia e sustentabilidade: América Latina e África, que fez um mapeamento do que é produzido de energia a partir da biomassa nessas regiões e do potencial que ainda existe. “Os resultados são muito animadores”, afirma o professor José Goldemberg, que comenta o trabalho em sua coluna desta semana.

Segundo o relatório, todas as energias renováveis, como a hidráulica, solar e eólica, terão papeis fundamentais para fornecer eletricidade e substituir fontes fósseis na matriz energética brasileira. “No Brasil, o problema é investimento. Na África, é a posse da terra”, explica o professor.

Ouça a coluna na íntegra clicando no player acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 5
  •  
  •  
  •  
  •