Biodiversidade está ameaçada pela globalização

No programa “Ambiente É o Meio”, pesquisadora diz que o Brasil tem grande capacidade ser o país mais sustentável do mundo, desde que mude as práticas humanas

  • 4
  •  
  •  
  •  
  •  

No programa Ambiente É o Meio desta semana,  a entrevista é com Cristiana Simão Seixas, bióloga pela Universidade de Campinas (Unicamp) e doutora em Gestão Ambiental e Recursos Naturais pela Universidade de Manitoba, no Canadá.

Cristiana explica o que é a biodiversidade a partir de uma visão antropocêntrica e o quanto a atividade humana interfere na perda dessa biodiversidade. Segundo a pesquisadora, o crescimento populacional, as mudanças climáticas, a exploração de recursos, o desenvolvimento econômico insustentável e outros fatores, como a globalização, têm acelerado a perda de biodiversidade no planeta.

De acordo com dados do Ministério do Meio Ambiente, nos últimos dez anos, a intervenção humana em habitats que eram estáveis aumentou significativamente, o que gerou perdas ainda maiores de biodiversidade. “O Brasil é um país muito rico em biodiversidade e o ser humano precisa ter consciência da importância dessa riqueza e mudar suas ações”, alerta Cristiana.

Ambiente É o Meio é uma produção da Rádio USP Ribeirão Preto em parceria com professores da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP e Programa USP Recicla da Superintendência de Gestão Ambiental (SGA) da USP

Por: Vitória Junqueira

 

 

  • 4
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados