Biblioteca reaberta traz acervo da cultura judaica

São livros e documentos que contam parte da história cultural da cidade, da imigração judaica e da cultura iídiche

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Na coluna desta semana, o professor Guilherme Wisnik comemora a reabertura da Biblioteca da Casa do Povo, um centro cultural judeu no bairro do Bom Retiro. O acervo da biblioteca contém, entre outras obras, livros doados por imigrantes e muitos deles em iídiche. São livros, fotografias, objetos e documentos que contam parte da história cultural da cidade, do Bom Retiro, da imigração judaica, da resistência à ditadura e da cultura iídiche.

A Casa do Povo trabalha com eixos  – memória, práticas coletivas e engajadas, diálogo e envolvimento com o seu entorno –  pensados a partir do contexto contemporâneo em relação direta com suas premissas históricas, judaicas e humanistas.

O prédio onde está localizada a Casa do Povo foi projetado pelo então jovem arquiteto Ernest Carvalho Mange. Os amplos salões dos andares são espaços maleáveis que se adaptam a diferentes usos. Em 1960, no subsolo do edifício, foi inaugurado o Teatro de Arte Israelita Brasileiro, o Taib, desenhado por Jorge Wilheim, com murais de Renina Katz, boca de cena de Abrahão Sanovicz e painéis de Gershom Knispel.

Acompanhe o comentário no link acima.


Espaço em Obra
A coluna Espaço em Obra, com o professor Guilherme Wisnik, vai ao ar toda quinta-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •