Baixa qualidade da educação afeta ambientes de relação humana

Professora Elaine Assolini conta que políticas públicas a longo prazo são medidas necessárias para melhorar o ensino

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Cerca de 77% dos brasileiros concordam que a violência está relacionada com a baixa qualidade da educação no País. E seis em cada dez brasileiros acreditam que esse fator também está associado à corrupção.

Os dados são da pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira – Educação Básica, realizada pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI) em parceria com o movimento Todos Pela Educação.

A professora Elaine Assolini, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, conta que a baixa qualidade do ensino pode afetar a leitura e, assim, a interpretação de crianças e jovens. “Ao não interpretar, ele terá dificuldades no mundo do trabalho e escolar e na vida cotidiana.”

A professora ainda afirma que políticas públicas a longo prazo são medidas necessárias para melhorar a educação. E também que é preciso entender e interpretar os participantes da vida escolar, como os professores, a família, a escola e os alunos, para encontrar o motivo do baixo rendimento.

Por: Giovanna Grepi

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados