Baixa no estoque de sangue preocupa o País

De acordo com a OMS, para atender à demanda, faz-se necessário que de 3% a 4% da população doe sangue

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Os hemocentros do País pedem socorro. Diariamente,  a imprensa veicula pedidos de doação de sangue em função dos estoques estarem baixos. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), se de 3% a 4% da população doasse sangue, não veríamos tantos pedidos de doação. No Brasil, menos de 2% da população é doadora.

Em Ribeirão Preto, não há bolsas do tipo A negativo, apenas uma de B negativo e duas de O negativo. Sobre a baixa nos estoques de sangue, principalmente em Ribeirão Preto, conversamos com a assistente social do Hemocentro de Ribeirão Preto, Marina Braga. “A necessidade não é só aqui no Hemocentro de Ribeirão, mas é generalizada.”  Ela ainda destaca a importância de se ter bolsas bolsas de sangue disponíveis diariamente nos hospitais, para a realização de cirurgias e transfusões de sangue, por exemplo.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados