Aumento a juízes e procuradores dispara a desigualdade de renda

“Em um país de renda média como o Brasil, é muita distorção entre salários e justiça social”, observa o colunista

  • 58
  •  
  •  
  •  
  •  

Na coluna Reflexão Econômica desta semana, o professor Luciano Nakabashi fala sobre o aumento de salário proposto para juízes, desembargadores e procuradores. De acordo com o professor, o reajuste significa mais uma amostra da crescente desigualdade de renda no País. “Esse aumento de 16,38% tem efeito sobre a questão da desigualdade de renda, ou seja, aumenta ainda mais essa desigualdade.”

O professor explica que o aumento é pequeno, porém, quando pensado no atual momento do Brasil, não é compatível, pois estamos em tempos de crise. “Neste momento, é comum uma retração do salário médio dos trabalhadores brasileiros.”

De acordo com Nakabashi, a questão do aumento passa pela justiça social. “Em um país de renda média como o Brasil, é muita distorção entre salários e justiça social e isso importa aos brasileiros.”

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Reflexão Econômica.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 58
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados