Colunista explica a origem do vinho do Porto

Geralmente apresentam teor alcoólico de até 22%, cor, doçura e aroma que variam de acordo com os diferentes tipos existentes

20161017_porto_colunistamarcelo
Vinho do Porto – Foto: Visual Hunt

Mauro Marcelo Alves afirma que poucos lugares no mundo tiveram sua cultura tão influenciada pelo vinho como a região do Douro, em Portugal, onde a produção da bebida já existe há pelo menos 2 mil anos. Segundo Alves, os lusos conseguiram desenvolver, em seu pequeno território, processos de vinificação muito singulares. Um deles é o que produz o vinho do Porto.

O colunista comenta que sua origem remonta às hostilidades entre Inglaterra e França no século 17. Os ingleses impuseram taxas punitivas aos vinhos franceses e concederam vantagens aos portugueses. Os consumidores ingleses tomaram gosto pelo vinho do Porto. A princípio, ele era somente um vinho tinto comum, mas por conta das perdas durante o transporte, uma aguardente vínica foi adicionada a partir do século 19, o que interrompia a fermentação e resultava num vinho com alto teor alcoólico, mas bastante doce.

Ouça a coluna completa:

logo_radiousp

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.