Publicação contesta eficácia do exame pélvico

Os médicos não veem necessidade da realização sistemática desse tipo de exame em mulheres que não apresentem sintomas

Aquelas mulheres que, eventualmente, sentem-se tímidas ou pouco à vontade quando da visita ao ginecologista ganharam um aliado. É que uma publicação norte-americana questiona os benefícios de exames realizados sistematicamente, como o pélvico, em mulheres assintomáticas. Um dos motivos é que esse tipo de exame pode resultar em um falso diagnóstico.

Por isso, a publicação recomenda que médicos e pacientes discutam a necessidade e a importância de cada procedimento a ser realizado. Ouça, no link acima, a coluna do ginecologista Alexandre Faisal.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.