1980: a década de ouro do rock no regime militar

Da explosão de artistas no início da década à saída das rádios e perda da dinamicidade do rock no País

Nesta edição do programa História do Rock, o professor Mario De Vivo fala sobre a era do ouro no rock brasileiro, a década de 1980, últimos anos de vivência do Brasil no regime militar, mostrando como o rock brasileiro retratou aquela época, sendo a música popular dominante.   

Duas músicas do início da década retratam o tom daqueles anos – os mineiros do 14 Bis com a música Linda juventude e Lulu Santos com Tempos modernos, ambas de 1982. A primeira metade de 1980 consistiu numa explosão do pop rock leve, como por exemplo a Banda Metrô com a música Beat acelerado, de 1984. 

Surge então uma imensa variedade de bandas de rock na década de 80. Segundo o site Banda de Rock Nacional, o número de artistas rockeiros foi quase dez vezes maior que na década anterior, e nos anos 1990 o número era 70% menor que em 1980, um pico de artistas e bandas de rock em 80 que nunca mais atingiu esse patamar.

A campanha das Diretas Já foi derrotada, o clima no Brasil mudou e, em 1986, a banda Legião Urbana lançou a música Que país é esse, retratando o clima do País. No final da década a dinamicidade do rock brasileiro foi saindo das rádios, porém continuou vivo, passando apenas a ser uma forma menos importante da música brasileira.

Ouça no link acima a íntegra do programa História do Rock.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.