Incentivo à atividade física pode diminuir casos de câncer

Recomendação da OMS de 150 minutos de atividade física por semana pode prevenir 2.500 pacientes da doença

jorusp

Um estudo feito por pesquisadores do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) em parceria com as Universidades de Harvard, Cambridge e Queensland apontou que a prática de atividades físicas pode prevenir até 10 mil casos de câncer por ano no Brasil, o que contabiliza cerca de 400 mil casos anuais. Há evidências convincentes de que a atividade física está associada com redução no risco dos cânceres de mama (pós-menopausa) e cólon, ambos frequentes no País e escolhidos para a análise na pesquisa, que estimou a proporção e o número de casos que poderiam ser preveníveis através da atividade física.

O doutorando Leandro Rezende conta que o estudo foi iniciado há três anos através de uma revisão da literatura já disponível sobre a relação entre o câncer e a prática de atividades físicas. Constatada essa relação com o câncer de mama e cólon, utilizaram dados de pesquisas anteriores para estimar o número de casos que poderiam ser prevenidos em diferentes cenários. O primeiro cenário compara a quantidade de casos no País com uma carga que seria observada se toda a população praticasse cerca de cinco horas de atividade física por dia, que levou à estimativa de quase 10 mil pacientes prevenidos contra a doença.

Devido à impossibilidade desse tempo de atividades pela maioria dos brasileiros, foram analisados cenários mais plausíveis que pudessem ser adotados pela saúde pública. Ao aplicar a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 150 minutos de atividade física por semana, estima-se que o número de casos de câncer evitados pode chegar a 2.500.

Contudo, de acordo com Rezende, cerca de 50% da população brasileira não atinge essa recomendação da OMS. “Precisamos começar aumentando a atividade física, mas para isso vamos precisar de diversas ações em saúde pública. Não é só uma questão de vontade individual, mas também de que tenhamos um ambiente propício para a prática de atividade física, com um melhor ambiente urbano e com a diminuição da violência.”

O estudo ainda está acumulando evidências sobre a relação da atividade física com outros tipos de câncer, mas acredita-se que o desenvolvimento dos tumores relacionados à obesidade também poderia ser prevenido.

Jornal da USP no Ar, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93,7, em Ribeirão Preto FM 107,9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular. Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 373
  •  
  •  
  •  
  •