Streaming causa impacto nas paradas de sucesso

Antes apontando os maiores sucessos do mundo, as paradas de sucesso, ou Hit Parades caem no esquecimento com mundo digital

Nesta edição do programa História do Rock, o professor Mario De Vivo fala sobre as Hit Parades (paradas de sucesso), fator importante para o rock e vários outros gêneros musicais décadas atrás, para mostravam o que estava em alta e fazendo mais sucesso no mundo. 

De acordo com o professor De Vivo, “quando algo que gostamos muito faz sucesso, nos sentimos representados e valorizados e, mesmo quando algo não faz muito sucesso, pensamos que somos apenas pessoas pertencentes a um grupo restrito e com gosto muito refinado”. Assim, não necessariamente as paradas de sucesso representam o que há de maior qualidade.

Antigamente, era muito mais fácil mensurar o alcance e as vendas de músicas de uma banda “quando havia discos de vinil compactos, que as pessoas podiam adquirir apenas a música que queriam ou gostavam. Com a vinda dos CD’s, o público passou a consumir todas as músicas de um álbum e as estatísticas das Hit Parades ficaram cada vez mais difíceis de se determinar. Com os serviços de streaming esse cenário ficou mais complicado”.

As músicas mais ouvidas e os clipes mais assistidos, segundo o professor, “estão longe do top 20 das músicas mais baixadas e até mesmo compradas, nas plataformas mais conhecidas”. Esse cenário, completa o professor, reflete também o impacto dos serviços de streaming na indústria da música e a desvalorização do trabalho dos artistas.

Ouça no link acima a íntegra do programa História do Rock.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.