Ataque com armas químicas na Síria gera reação internacional

O governo sírio pretende reconquistar a região de Damasco e consolidar o domínio territorial, que já atinge mais de 70% do país

O professor Alberto do Amaral Júnior, do Departamento de Direito Internacional da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, faz uma avaliação do uso de armas químicas pelo governo sírio num pequeno enclave perto de Damasco, ataque que causou a morte de inúmeras pessoas e que provocou forte reação internacional. Para Alberto do Amaral, “vivemos um momento extremamente perigoso em termos de paz e segurança internacionais”.

Ele observa que o conflito na Síria merece preocupação por envolver dimensões regionais e internacionais cujas consequências são imprevisíveis. Acompanhe a coluna desta semana no link acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •