Doença de Alzheimer torna o idoso dependente

Por causa disso, o apoio familiar aos doentes – e também aos cuidadores – assume importância vital

 

O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa que atinge sobretudo os idosos. É caracterizada principalmente pela perda progressiva da memória. Atualmente, estima-se que cerca de 50 milhões de pessoas tenham algum tipo de demência no planeta, número que deve ser duplicado nos próximos 20 anos. 

Por se tratar de uma doença que afeta a capacidade cognitiva, o idoso acaba por se tornar dependente. Por conta disso, o professor Vitor Tumas, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, aponta a necessidade de apoio familiar aos pacientes e, sobretudo, aos cuidadores, que também necessitam de atenção.

Tendo em vista a importância da doença e da assistência aos atingidos pelo Alzheimer, Ribeirão Preto recebe uma unidade da Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz), com a inauguração da Sub-Regional. A coordenadora da unidade de Ribeirão Preto, Maria Paula Foss, do Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, explica que o projeto tem o objetivo, sobretudo, de oferecer orientações e apoio aos pacientes, famílias  e cuidadores. 

A abertura da Associação Brasileira de Alzheimer em Ribeirão Preto será nesta quinta-feira, dia 12, às 19 horas, no Auditório da Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto (Acirp). Ouça no link acima a reportagem completa de Flávia Coltri.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.