As ciências não podem e não devem ser um nicho masculino

O professor Glauco Arbix aponta as causas que levam as meninas a desistirem de seu interesse inicial por áreas ligadas à ciência

  • 18
  •  
  •  
  •  
  •  

Em sua coluna semanal para a Rádio USP, o professor Glauco Arbix cita estudos que tentam explicar por que as meninas desistem mais rapidamente das atividades ligadas a ciências como matemática, física ou química. Na verdade, elas despertam para esse tipo de atividade a partir dos 10 anos de idade, mas aos 13 ou 14 esse interesse cai. A explicação, segundo dizem as pesquisas, é o preconceito, o qual se manifesta com força suficiente para sufocar o desejo das meninas pelas disciplinas ligadas à ciência. Por conta disso, sua autoestima também cai muito.

A boa notícia é que a Universidade de São Paulo já deu início a cursos que pretendem inverter essa situação, estimulando as meninas a levarem adiante seu desejo por atividades até agora dominadas pelo sexo masculino. Acompanhe a íntegra do comentário pelo link acima.

  • 18
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados