Artefatos tecnológicos são intérpretes da realidade

Luli Radfahrer analisa aspectos pertinentes às tecnologias existentes na corrente da ética das coisas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em sua coluna semanal, Luli Radfahrer comenta sobre a ética das coisas. O professor explica que o conceito se refere à ideia de que os artefatos são intérpretes da realidade.

Uma ideia presente nessa corrente ideológica analisa até que ponto os humanos têm culpa pelos desdobramentos causados por sistemas eletrônicos e mecânicos.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •