Arte e ciência contribuem para o “exercício da transcendência”

Para Martin Grossmann, essas atividades são necessárias porque o ser humano hoje tem dificuldade de contemplar

  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  

Em sua coluna Na Cultura o Centro Está em Toda Parte, que foi ao ar no dia 18 de julho de 2018, o professor Martin Grossmann falou sobre a importância da arte e da ciência para o exercício da transcendência.

Como exemplos, o professor citou a exposição Mundos Possíveis – que ficou em cartaz entre 3 de março e 16 de julho na Pinacoteca do Estado, em São Paulo, e exibiu obras da artista sueca Hilma af Klint (1862-1944) – e uma visita que ele fez ao Centro Astronômico de Amparo. Segundo Grossmann, tanto a estética abstrata de Hilma como a observação das estrelas fazem com que o ser humano saia do cotidiano terreno e experimente a transcendência – uma necessidade hoje, na medida em que as pessoas parecem ter dificuldade para exercer a contemplação.

Ouça no link acima a íntegra da coluna.

  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados