Arábia Saudita suspende compra de frango de frigoríficos brasileiros

Dentre os frigoríficos descredenciados estão os cinco que somam 30% da quantia importada pelo país árabe

 08/02/2019 - Publicado há 3 anos
Por
Foto: ProjectManhattan via Wikimedia Commons/CC BY-SA 3.0

A exportação de frango pelo Brasil sofreu uma baixa no início deste ano: a Arábia Saudita descredenciou 33 frigoríficos brasileiros, entre eles, os cinco que representavam 30% da quantidade importada pelo país árabe. A Arábia Saudita é o maior importador do frango brasileiro, por isso a decisão pode abalar a economia e o mercado interno nacional, sendo necessárias medidas capazes de reverterem a situação.

O motivo da suspensão da importação pode ser em decorrência de outros fatores, além de critérios técnicos. Segundo o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal, Francisco Turra, a intenção dos árabes é investir na produção interna. Já de acordo com o ex-secretário da Liga Árabe, Amr Moussa, a medida foi uma forma de retaliação ao governo de Jair Bolsonaro, por conta da possível mudança da embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém.

Para comentar o assunto, ouvimos Sérgio de Zen, professor de Economia e Administração da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP). 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.