Aquecimento exagerado pode prejudicar atletas

Apesar de muito benéfico, o aquecimento deve ser feito de acordo com a intensidade de cada exercício

Nesta edição, o professor Paulo Roberto Santiago fala sobre a importância do aquecimento muscular para o desempenho e prevenção de lesões no esporte. O aquecimento antes da atividade esportiva tem o objetivo de aumentar a temperatura corporal e, desta maneira, deixar o atleta preparado para o esporte. 

Apesar dos benefícios, já apontados em artigos científicos e estudos, o professor afirma que é preciso realizar o aquecimento de acordo com a intensidade dos exercícios. Muitos preparadores físicos exageram na atividade de aquecimento. Na maioria das vezes, o esporte a ser realizado apresenta menor potência que a própria preparação. “Isso pode gerar fadiga e prejudicar o desempenho dos atletas”, enfatiza o professor.

Ouça acima, na íntegra, a coluna Ciência e Esporte.


Ciência e Esporte
A coluna Ciência e Esporte, com o professor Paulo Santiago, vai ao ar toda sexta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.