Aprendizagem coletiva é menos estressante para alunos

Professora Ana Raquel Lucato Cianflone fala sobre método que tem estudos publicados desde 1898

 16/10/2017 - Publicado há 4 anos  Atualizado: 14/12/2017 as 8:12
Por

A aprendizagem cooperativa não trabalha apenas com a reunião dos alunos em círculo para desenvolver atividades individuais. Mas faz com que eles, a partir de esforços individuais, trabalhem em benefício do grupo.

O método não é novo e têm estudos publicados desde 1898. De acordo com a professora Ana Raquel Lucato Cianflone, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, é importante porque estabelece o vínculo e interação entre alunos e ajuda na confiança e colaboração do grupo. “É bastante favorecedora e menos estressante que um ambiente no qual a competição é o eixo do trabalho pedagógico”.

Ela também fala que a grande dificuldade na implementação do método é a necessidade de planejamento cuidadoso do professor para acompanhamento e correção, por exemplo.  Além disso, exige engajamento de toda a escola no projeto.

 

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.