Após deixar presidência da Câmara, Eduardo Cunha ainda resiste

O colunista José Álvaro Moisés comenta a renúncia do parlamentar, que ocorreu na última quinta-feira

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

cab_jose_alvaro

20161010_cunha_colunistalvaro
Eduardo Cunha – Visual Hunt

A coluna “A Qualidade da Democracia” desta semana trata sobre a renúncia do deputado Eduardo Cunha ao cargo como presidente da Câmara dos Deputados. O colunista José Álvaro Moisés afirma que, apesar de Cunha permanecer com sua função de deputado federal, a atitude é uma forma de ganhar tempo e preservar seu mandato adiando a votação de sua cassação, já que a Câmara deve entrar em recesso na próxima semana.

Isso significa que, se a Câmara não analisar o recurso enviado por Cunha ainda nesta semana, ela só voltará a fazer isso no início de agosto, e com isso o deputado teria mais tempo para recompor sua própria situação e avaliar as alternativas que podem ser usadas na defesa que fará perante a Comissão e o Plenário.

Ouça o comentário completo do professor:

logo_radiousp

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados