Aplicativo ajuda no monitoramento de atividade sísmica no Brasil

Sismo USP permite que pessoas registrem tremores de terras não identificados automaticamente pelo sistema

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Centro de Sismologia da USP possui agora um aplicativo para registro de tremores de terra. A ferramenta é o desdobramento da plataforma existente no site do centro, Sentiu aí?. Com um questionário simples sobre a localização e os efeitos do tremor sentido, é possível colaborar com o monitoramento de atividade sísmica em todo o Brasil. Segundo o sismólogo do centro, Bruno Collaço, pela plataforma do site, no ar há dois anos, já foram recebidos 800 relatos de tremores.

Ele esclarece que o sistema brasileiro precisa de seis estações sismográficas para registrar uma ocorrência automaticamente. No entanto, a partir de relatos voluntários, os pesquisadores fazem análise manual dos dados.

O pesquisador explica que há maior volume de tremores no Nordeste, Mato Grosso, sul de Minas Gerais e no Sudeste em geral. Porém, estações instaladas na Amazônia já têm identificado novas atividades.

O aplicativo Sismo USP está disponível para download gratuito nos sistemas Android e iOS.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados