Ao contrário do que muitos dizem, eleições seguem tendências globais

As eleições no Brasil, até o momento, seguem o mesmo perfil globalizado, que se afunilará em dois grandes blocos

Nesta semana, Pedro Dallari trata das eleições deste 2018, quando um novo presidente será eleito, o que ocorrerá também com os governadores, deputados federais e senadores da República. Embora, diz Dallari, o quadro eleitoral, neste momento, para alguns padeça de um sério ar de quebra-cabeça, sem o protagonismo dos dois partidos que monopolizaram o poder por quase 20 anos, o fato é que, quando a campanha se afunilar, dois grandes blocos se defrontarão: um, mais liberal democrático, e outro, mais liberal conservador. Confira no post.

 

Textos relacionados