Anualmente são formados 300 novos neurologistas no Brasil

O professor Octávio Pontes Neto fala sobre o que é necessário para se tornar neurologista

Na edição de hoje, o professor Octávio Pontes Neto fala sobre o dia do neurologista, que se comemora em 15 de outubro. Atualmente, no País, são aproximadamente cinco mil neurologistas e, por ano, 300 novos especialistas são formados.

O professor explica que, para se tornar neurologista, o médico precisa passar por um concurso e entrar em um programa de residência médica, que possui um ano de clínica médica, seguido de dois anos de especialidade. Depois, deve prestar uma prova de título de especialista da Academia Brasileira de Neurologia (ABN). Segundo Pontes Neto, existe uma proposta em avaliação pelo Ministério da Educação de ampliar a residência para quatro anos, como em grande parte dos países da Europa.

O professor aconselha que, para escolher um neurologista, é importante que o paciente observe todas essas credenciais. “É preciso saber em qual programa de residência ele fez sua formação, se é um programa financiado pelo MEC e também observar se possui o título de especialista. Esses pré-requisitos básicos dão garantia à qualidade da formação do neurologista”, garante.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Minuto do Cérebro.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.