Anti-inflamatórios e antitérmicos podem provocar intoxicação

Segundo especialista da USP, a automedicação é a principal causa de doenças que poderiam ser evitadas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Dados divulgados pelo Sinitox (Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas) revelam que, a cada hora, duas pessoas se intoxicam pelo uso de remédios. A automedicação é a principal causa da maioria desses casos, uma cultura difícil de modificar no País. A população tem o hábito de pedir indicações de remédios para amigos, vizinhos e até procurar na internet informação não especializada.

O professor Maurício Yonamine, do Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP e diretor do Laboratório de Análises Toxicológicas, esclarece que um profissional de saúde deve sempre ser consultado antes do uso de qualquer medicamento. Mesmo analgésicos, anti-inflamatórios e antitérmicos de venda livre podem provocar intoxicação.

O Conselho Federal de Farmacêuticos está realizando uma campanha para conscientizar as pessoas do perigo que é a automedicação. Para o professor, crianças e idosos são os mais vulneráveis, mas toda a população pode sofrer com o problema, pois a cultura é muito difícil de combater.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular. Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados