André Singer considera voto contra Eduardo Cunha uma aproximação com a opinião pública

Mesmo com o processo indefinido, parecer do relator da Comissão de Ética acompanha a posição compartilhada pela sociedade brasileira

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail
20160930_parlamento Cunha_colunista
Eduardo Cunha – Foto: Visual Hunt

André Singer avalia que a leitura do voto do deputado Marcos Rogério, relator no Conselho de Ética no processo que investiga o presidente afastado da Casa, Eduardo Cunha, ressintoniza a Câmara dos Deputados com a opinião pública. O relator pediu a cassação do mandato de Cunha, justificada pela quebra do decoro parlamentar.

Em conversa com a repórter Marcia Avanza, Singer diz que considera Cunha um fenômeno político que deve ser analisado por sua capacidade de articulação, que conseguiu arrastar o processo e barrar as iniciativas da sua cassação.

A situação, no entanto, acende um sinal amarelo para o funcionamento da instituição parlamentar no Brasil.

logo_radiousp790px

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados