Anatomicamente, o gênero sexual pode ser diferenciado a partir de poucas células

Alguns aspectos como altura, tamanho dos órgãos e hormônios apontam diferenças entre os sexos masculino e feminino

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nesta edição do Anatomia Responde, o professor Luis Fernando Tirapelli fala sobre as principais diferenças sexuais no corpo humano entre os gêneros.

Além dos órgãos genitais, o homem difere da mulher em alguns aspectos como a altura. Os homens são, em média, 7% maiores do que as mulheres e, consequentemente, os órgãos são maiores, o tecido adiposo abaixo da pele é mais fino e dessa forma tem um contorno mais angular do corpo. A pelve é mais estreita e os ombros mais largos, a laringe maior e, consequentemente a voz mais grave, além da maior quantidade de pelos, principalmente na face.

Segundo Tirapelli, algumas diferenças podem ser influenciadas pelos hormônios sexuais. Os hormônios femininos podem causar no homem o desenvolvimento das glândulas mamárias, denominado ginecomastia. Já os hormônios masculinos causam nas mulheres o engrossamento da voz e o aumento da presença de pelos, o que ocorre normalmente na menopausa, quando a produção de hormônio está diminuindo.

O boletim Anatomia Responde é produzido pelo professor Luis Fernando Tirapelli, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, e pode ser conferido na íntegra no áudio acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados