Analfabetismo funcional pavimenta o caminho para as “fake news”

As pessoas semianalfabetas são mais propensas a acreditar nas notícias falsas veiculadas pelas redes sociais

  • 74
  •  
  • 4
  •  
  •  

De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, dos Estados Unidos, as fake news têm 70% mais chances de viralizar do que uma notícia real. Já no ranking da Unesco sobre educação, o Brasil está em 88º lugar. Esses índices podem ter conexão direta. Quem esclarece mais sobre essa relação é o professor Ivan Paganotti, mestre e doutor em Ciências da Comunicação pela USP e membro do grupo de pesquisa MidiAto – Grupo de Estudos de Linguagem: Práticas Midiáticas e do Observatório de Comunicação, Liberdade de Expressão e Censura, ambos pela USP.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93,7, em Ribeirão Preto FM 107,9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular. Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

  • 74
  •  
  • 4
  •  
  •  

Textos relacionados