Amazônia e acordo UE-Mercosul serão pauta das Jornadas Europeias

Alberto do Amaral Júnior defende que inserção internacional da União Europeia tem grande impacto sobre o mundo

As Jornadas Europeias, evento promovido pela Cátedra Martius de Estudos Alemães e Europeus e Faculdade de Direito (FD) da USP, discutirão este ano a Integração europeia face aos desafios internos e externos,  com a participação de pesquisadores e diplomatas alemães, europeus e brasileiros. Entre os destaques estão os acordos de comércio externo, segurança e defesa, e questões sensíveis como a identidade nacional, o euroceticismo, o desafio separatista na Espanha e o acordo UE-Mercosul.

O professor Alberto do Amaral Júnior, da FD, chama atenção ao debate que se dá na Europa. “Há alguns anos, as jornadas discutem sobre temas importantes não só para a realidade europeia, como também ao mundo, já que a União Europeia é uma potência global e sua inserção na ordem internacional é de extrema importância”, defende. A especialista alemã Brigitte Weiffen, responsável pela cátedra e vinculada ao Departamento de Ciência Política da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, defende que a discussão geopolítica sobre a Amazônia e o acordo comercial dos blocos nacionais apimentam a questão. Ambos deram entrevista ao Jornal da USP no Ar.

“Embora o principal assunto do tratado seja a eliminação das taxas aduaneiras entre os países do bloco latino-americano e a União Europeia, existe um capítulo inteiro acerca de sustentabilidade”, aponta Brigitte. Ela diz que, enquanto o presidente francês Emmanuel Macron ameaça o acordo em razão da postura do governo Bolsonaro, a premiê alemã Angela Merkel tem uma postura mais flexível. Uma visão mais pragmática a respeito da economia, esclarece a pesquisadora.

Amaral Júnior lembra que a UE adota o princípio da precaução há mais de 20 anos. “Tudo que causa risco ao consumidor europeu, frente a uma incerteza científica, pode ser objeto de uma decisão europeia para impedir importações. Além disso, existe a atitude de grupo de consumidores europeus para que haja um combate efetivo à política adotada pelo governo brasileiro de não proteção à Amazônia”, analisa.

As negociações entre os dois blocos também duram há cerca de 20 anos. A professora explica que ainda faltam alguns detalhes a serem debatidos, além do que o acordo deve ser aprovado pelo Parlamento Europeu e pelos congressos nacionais dos países associados à União Europeia. Assim sendo, é importante analisar os movimentos diplomáticos envolvidos. “Existem alguns países, como Hungria e Polônia, se desviando um pouco do compromisso democrático, dos direitos humanos e do Estado de Direito”, indica Brigitte. Ou seja, em um certo alinhamento com o Brasil, de acordo com Amaral Júnior.

Em vista disso, serão destrinchados temas internos e externos da União Europeia. “É o ano dos acordos comerciais e as disputas que estão no centro são: a questão do Brexit; a guerra comercial entre China e Estados Unidos da América; os nacionalismos de direita e os populismos. Todos caros ao Brasil”, diz o professor. “Vamos falar o que significa integração não só no sentido econômico, mas de homogeneizar e abrir fronteiras, e para além, questões como segurança e defesa”, conta a alemã.

O evento é aberto ao público e estará aberto a toda a sociedade. “Estarão presentes pesquisadores, diplomatas, cientistas políticos, juristas, entre outras importantes figuras”, conta Amaral Júnior. Ele elogia a atuação da Cátedra Martius de Estudos Alemães, financiada pelo Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD), e da professora Brigitte, que deixa um legado importante para o Brasil. Para se inscrever clique aqui. Mais informações neste site.


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. Busca aprofundar temas da atualidade de maior repercussão, além de apresentar pesquisas, grupos de estudos e especialistas da Universidade de São Paulo.
No ar de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.