Alimentos interferem no tratamento medicamentoso

Substâncias presentes nas comidas prejudicam a absorção de fármacos

Sobre foto de Marcos Santos/USP Imagens

Alguns alimentos, quando ingeridos durante tratamento com determinados medicamentos, podem oferecer riscos à efetividade do fármaco e à saúde do paciente. Moacyr Luiz Aizenstein, professor do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP, explica que tal interferência está diretamente ligada à absorção do remédio, já que há substâncias em certas comidas que prejudicam esse processo.

Para evitar tais riscos, deve-se tomar os medicamentos sempre em jejum, ou seja, uma hora antes ou após as refeições, com exceção apenas de remédios danosos para a mucosa gástrica, como anti-inflamatórios. Entre os exemplos dados pelo pesquisador, há o uso de antibióticos junto ao leite. O cálcio pode interferir no formato da tetraciclina e bloquear sua absorção no organismo.

Aizenstein também comenta sobre o efeito do consumo de bebidas alcoólicas com a medicação. O álcool pode deprimir o sistema imunológico e retardar a reação de combate do corpo. Além disso, o professor alerta para a importância dos profissionais de saúde instruírem seus pacientes, o que auxiliaria no tratamento final.

Ouça a matéria completa no áudio acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •