Agropecuária registra crescimento na exportação, apesar da pandemia

Andréia Adami diz que a forte demanda chinesa levou ao crescimento de 6% da exportação no primeiro quadrimestre e que a produção deste ano apresentará recorde

A restrição à circulação de pessoas e mercadorias, principal medida preventiva contra a covid-19, tem dificultado as atividades econômicas e as trocas comerciais. O setor agropecuário no Brasil, no entanto, tem apresentado um bom desempenho, como explica Andréia Adami, professora da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) e pesquisadora do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, ao Jornal da USP no Ar.  

O principal fator para esse desempenho é a produção. Segundo relatórios do Ministério da Agricultura, este ano apresentará um recorde de produção. “Apesar de alguns problemas pontuais com o clima, em geral, a perspectiva é de que se tenha uma boa safra para atender ao mercado doméstico e também à exportação. A produção de soja, por exemplo, será de mais de 120 milhões de toneladas”, completa Andréia.

Com o agravamento da pandemia na China, principal parceiro comercial do Brasil, entre janeiro e fevereiro os volumes ficaram um pouco abaixo do normal. Porém, a partir de março, a situação teve uma melhora e, em abril, o volume foi maior que no mesmo período do ano passado. “Comparando com 2019”, aponta a professora, “houve um crescimento de 6% nas exportações.”

Ela ainda explica que, com a desvalorização do real, especialmente entre março e abril, os produtores que exportam e têm produto disponível tiveram um crescimento nas receitas, justamente porque recebem em dólar. O quadro positivo, no entanto, se restringe ao agronegócio: com a crise, há uma redução de consumo, de produção e, consequentemente, do PIB geral. “A indústria e a logística têm de estar funcionando, além do campo. Há um esforço, apesar da possibilidade de redução de funcionários, para que esses setores se mantenham em atividade também”, finaliza. 

Ouça a íntegra da entrevista no link. 


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. Busca aprofundar temas da atualidade de maior repercussão, além de apresentar pesquisas, grupos de estudos e especialistas da Universidade de São Paulo.
No ar de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.