Agronegócio precisa ser pensado de forma sustentável

O Brasil já está aderindo a práticas que sejam menos prejudiciais ao meio ambiente e procura cumprir os acordos internacionais

Os temas relacionados ao meio ambiente preocupam cientistas de todo o mundo. Eles podem interferir diretamente em assuntos econômicos de um país e também em sua relação com outros. Cláudio Machado Filho, professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP, aborda o agronegócio, principal setor da economia nacional, e explica como ele está sendo pensado de forma sustentável.

O professor diz que é importante evitar disputas entre o Brasil e outros países e reforça que se deve respeitar os acordos internacionais. O Brasil, por exemplo, tem sido aderente ao Acordo de Paris, tratado que visa a conter o aquecimento global. Machado Filho explica que não há necessidade de desmatar novas áreas e esticar as fronteiras agrícolas, pois as tecnologias atuais já permitem um melhor aproveitamento do espaço e ganho de produção.

O setor do agronegócio deve se comunicar de forma mais transparente com a sociedade para que, com base em uma ciência limpa, tenha uma produção reconhecida. De acordo com o professor, o Brasil adere a práticas ambientais sustentáveis.

Ouça a matéria na íntegra no áudio acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.