Adotar estilo de vida saudável reduz problemas de saúde

Estudo da OMS indica que hábitos saudáveis são tão importantes quanto terapias médicas tradicionais

A Organização Mundial da Saúde preconiza que a adoção de hábitos saudáveis impacta positivamente a saúde das pessoas e reduziria o índice de mortalidade. Um estudo epidemiológico sobre o tema mostrou que evitar o consumo exagerado do álcool, ter uma boa alimentação, dormir bem e praticar regularmente uma atividade  física podem ser tão eficazes para a saúde quanto as terapias médicas tradicionais. A OMS apresenta dados argumentando essa tese.  Nos Estados Unidos, por exemplo, a redução da mortalidade atribuída a mudanças dos fatores de risco em função da melhora de estilo  de vida e do meio ambiente alcançou um porcentual de 44%. Índice semelhante aos das terapias médicas, que foi de 47%. Porém, fica aqui um alerta, os bons hábitos que impactam a saúde física precisam estar associados aos aspectos comportamentais. Também é preciso evitar o estresse crônico, o nervosismo e a ansiedade.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Corpo e Movimento.


Corpo e Movimento
A coluna Corpo e Movimento, com o professor José Carlos Farah, vai ao ar toda segunda-feira às 8h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP. 

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.