Acordo entre EUA e Coreia do Norte é espetáculo de relações públicas

A opinião é do professor Carlos Eduardo Lins da Silva, para quem o histórico encontro serviu apenas para a projeção de seus protagonistas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

No último dia 12,  Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, e Kim Jong-un, ditador da Coreia do Norte, assinaram um acordo histórico. O documento é o primeiro passo para o início do desarmamento nuclear do país comunista. Os líderes se encontraram em Cingapura e declararam o início de uma nova era na relação entre os dois países.

O professor Carlos Eduardo Lins da Silva, do Instituto de Relações Internacionais (IRI)  da USP, conversou com a Rádio USP sobre o assunto, na entrevista que você pode acompanhar, na íntegra, pelo link acima.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados