O acompanhamento permite identificar problemas na gestação

“Pílula Farmacêutica” traz informações sobre o pré-natal, que deve ser iniciado assim que a mulher confirma a gravidez

  • 23
  •  
  •  
  •  
  •  

Na segunda edição do boletim Pílula Farmacêutica desta semana, o tema é a importância do acompanhamento pré-natal. O Ministério da Saúde recomenda que, durante toda a gravidez, sejam feitas seis consultas de pré-natal, uma por mês, com início nos primeiros três meses de gestação.

O acompanhamento permite identificar problemas de saúde que possam prejudicar a gestação. Nas consultas, são avaliados quais exames devem ser feitos para acompanhar o bebê e a mãe como, por exemplo, exame de sangue, ausculta do coração do feto, ultrassom, exame de toque, entre outros. Além disso, o médico também vai checar o histórico de vacinação, já que, durante a gravidez, é necessário tomar algumas vacinas específicas.  “Algumas gestações necessitam de exames mais específicos.”

O boletim Pílula Farmacêutica é apresentado pelos alunos de graduação da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP com supervisão da professora Regina Célia Garcia de Andrade. Trabalhos técnicos de Luiz Antonio Fontana. Ouça, no link acima, a íntegra do boletim.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 23
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados