Acidente Vascular Cerebral é a maior causa de óbitos na América Latina

Incentivo para novas políticas públicas pode ser solução para prevenção e tratamento da doença

Na coluna Minuto do Cérebro desta semana, o professor Octávio Pontes Neto fala sobre Acidente Vascular Cerebral (AVC), também conhecido por derrame ou isquemia cerebral. A doença é causada pela falta de sangue em uma área do cérebro por conta da obstrução de uma artéria. O AVC pode levar ao óbito ou deixar sequelas que podem ser leves, por um curto período, e graves, causando incapacitação.  

A revista The Lancet Neurology, juntamente com um grupo de especialistas e pesquisadores, definiu uma série de prioridades no combate ao AVC, como controle de obesidade, tabagismo, colesterol, prática de exercícios e, sobretudo, a promoção da educação da população quanto aos fatores de risco, desde o período escolar, até os métodos para reconhecer a doença e como proceder diante de uma ocorrência.

Segundo Pontes Neto, o AVC é a maior causa de óbitos na América Latina, devido à falta de políticas públicas. “Diversos países encontram-se defasados quando se trata da doença. Apesar do dado, o Brasil vem progredindo exponencialmente no combate, prevenção e tratamento de casos, com a criação de mais unidades de atendimento e clínicas de reabilitação e reintegração social dos pacientes.”

Entretanto, o professor destaca que ainda é necessário evoluir muito nos aspectos que dizem respeito à conscientização das pessoas quanto às maneiras de prevenir ocorrências.

Ouça acima, na íntegra, a coluna Minuto do Cérebro.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •