Ação da descriminalização da maconha volta ao STF ainda em 2016

Arthur Guerra de Andrade, supervisor geral do GREA, comenta a descriminalização do porte da maconha para uso pessoal

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Acompanhe a entrevista da repórter Marcia Avanza com o médico Arthur Guerra de Andrade:

logo_radiousp790px

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro Teori Zavascki disse que pretende devolver ao plenário do STF ainda neste semestre o processo que trata da descriminalização da maconha no País. Em setembro do ano passado, ele pediu vista do processo e a ação foi adiada. A atual lei sobre as drogas descriminalizou o uso, mas não delimitou as quantidades que diferenciam usuários de traficantes. Quando a ação foi paralisada no STF, três ministros já haviam optado por descriminalizar a maconha: Edson Fachin, Gilmar Mendes e Luiz Roberto Barroso.
Sobre essa decisão, a repórter Marcia Avanza conversou com o médico Arthur Guerra de Andrade, que é supervisor geral do GREA, Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Ele explica que a descriminalização é um caminho que vem sendo utilizado por diversos países, mas teme – como médico – que o uso aumente.

.

.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados