A prática de atividades físicas em adolescentes brasileiros ainda é muito baixa

Para o colunista, o que ajuda um adolescente a praticar exercícios é uma família bem estruturada, com boa alimentação e educação

No Saúde Feminina de hoje o professor Alexandre Faisal comenta sobre os benefícios da prática de exercícios em jovens, dentre eles aumento da capacidade respiratória, força muscular, densidade óssea, redução da obesidade e da depressão. No entanto, ainda muitos adolescentes são sedentários em vários países do mundo.

O Observatório de Saúde Urbana da Universidade Federal de Minas Gerais avaliou a associação das atividades físicas e características demográficas, psicossociais, socioculturais dos adolescentes brasileiros com mais de 300 minutos de atividades por semana. “Prevaleceu 28% de adolescentes masculinos ativos e 12% de meninas”, observa Faisal.

Para o médico, um dos resultados que chamam a atenção é a presença da família na prática da atividade física. “Uma família bem estruturada, com maior vigilância e supervisão parental, estimula nesses adolescentes a prática de atividades físicas.”

Ouça no player acima a íntegra da coluna Saúde Feminina.


Saúde Feminina
A coluna Saúde Feminina, com o professor Alexandre Faisal, vai ao ar toda quinta-feira às 10h, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •