A nova revolução francesa

Para Rubens Barbosa, a França de Macron caminha para um movimento de modernização

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Ocorreram no último domingo (18), na França, as eleições para a Assembleia Nacional, que confirmaram nas urnas o resultado do pleito que levou Emmanuel Macron à presidência do país. Segundo o colunista Rubens Barbosa, em seu comentário semanal para a Rádio USP, o movimento denominado República em Marcha obteve uma grande vitória, com 355 lugares dos 577 que compõem a Assembleia Nacional da França, o que sinaliza para um movimento de reformas que Macron pretende empreender.

Na avaliação do colunista, a população francesa optou por superar o bipartidarismo, reforçando o centro do espectro político. É uma clara mensagem de renovação, numa agenda presidencial que busca restaurar a confiança na vida democrática e combater a corrupção na França. Para Rubens Barbosa, a França, hoje, é um claro exemplo a ser seguido pelo Brasil.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados