A nova realidade do trabalho jornalístico em cenário dominado pela pandemia

Na segunda etapa da pesquisa realizada pela USP, Roseli Figaro destaca que o objetivo é verificar as condições de vida e trabalho desses profissionais, como estão fazendo o home office e a cobertura dos acontecimentos

 15/04/2021 - Publicado há 8 meses

 

 

“Todo o pessoal envolvido no trabalho da comunicação está sujeito a condições muito complexas de trabalho” – Foto: hosny salah – Pixabay

No início da pandemia, a USP realizou uma pesquisa para analisar a situação de trabalho de jornalistas e comunicadores no contexto da covid-19. O levantamento está agora em fase de atualização e busca investigar como está a situação desses profissionais após um ano da chegada da pandemia.

Em entrevista ao Jornal da USP no Ar 1ª Edição, Roseli Figaro, coordenadora do Centro de Pesquisa em Comunicação e Trabalho (CPCT) da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, comenta que a intenção para essa segunda etapa do levantamento era investigar o pós-pandemia, mas, como a situação sanitária está ainda mais dramática, a decisão foi replicar o questionário inicial. “Queremos saber as condições de vida e trabalho desses profissionais, como estão fazendo o home office e a cobertura dos acontecimentos”, afirma Roseli.

De acordo com a professora, os relatos recebidos indicam situações ainda mais dramáticas do que no primeiro levantamento, porque há o adoecimento do profissional e de membros da sua família. Há também o aumento do ritmo e das horas de trabalho e, consequentemente, o estresse muito maior. “Todo o pessoal envolvido no trabalho da comunicação está sujeito a condições muito complexas de trabalho”, comenta. A falta de equipamentos adequados no home office também afeta a qualidade do trabalho e impede os profissionais de cumprir as demandas necessárias. Esses trabalhadores foram obrigados a investir dinheiro do próprio bolso em equipamentos essenciais para a execução de suas funções. “Esses profissionais estão aumentando seus custos e muitos deles perderam o trabalho”, acrescenta Roseli.

O questionário estará disponível aqui ou no site www.eca.usp.br/comunicacaoetrabalho  para ser respondido até o dia 30 de abril. 


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. No ar, pela Rede USP de Rádio, de segunda a sexta-feira: 1ª edição das 7h30 às 9h, com apresentação de Roxane Ré, e demais edições às 10h45, 14h, 15h e às 16h45. Em Ribeirão Preto, a edição regional vai ao ar das 12 às 12h30, com apresentação de Mel Vieira e Ferraz Junior. Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo do Jornal da USP no celular. 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.