A importância dos hemocentros no “Pílula Farmacêutica”

Hemocentros particulares e públicos são responsáveis por salvar milhares de vida

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP

Os bancos de sangue, também conhecidos como hemocentros, são instituições públicas ou privadas de coleta e fornecimento de sangue aos hospitais. Nesses locais, as doações de sangue são realizadas por voluntários e o sangue é repassado de maneira gratuita aos hospitais.

O sangue coletado, antes de ser distribuído, passa por exames para verificação de  tipagem e detecção de doenças, para garantir a sua qualidade e a saúde de quem vai receber. Com a doação, serão beneficiadas pessoas acidentadas que apresentam hemorragia, pacientes que passam por cirurgias de alto risco e também aqueles com câncer que estão em tratamento de quimioterapia.

O boletim Pílula Farmacêutica é apresentado pelos alunos de graduação da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP, com supervisão da professora Regina Célia Garcia de Andrade. Trabalhos técnicos de Luiz Antonio Fontana. Ouça, no link acima, a íntegra do boletim.

Textos relacionados