A Agenda 2030 e o envelhecimento populacional

A chamada transição demográfica aparece, em algum momento, em um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Em sua coluna semanal, o professor José Eli da Veiga dá sequência a seus comentários sobre a Agenda 2030, desta vez colocando em foco a questão do envelhecimento populacional. A chamada transição demográfica é um processo que ocorre há muito tempo e pelo qual todos os países deverão passar, mais cedo ou mais tarde. O fato é que uma das primeiras vantagens da prosperidade é a redução da taxa de mortalidade. Quando isso acontece, normalmente o que se vê é o crescimento do número de jovens na população.

Objetivo Global Nº3: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades – Foto: Kibae Park/ODS/UN

Num segundo momento, cai a taxa de fertilidade, como resultado do acesso das mulheres ao sistema educacional. Como consequência, vai haver uma redução proporcional dos jovens e o aumento progressivo das pessoas com idade mais elevada. Com isso, cresce o número de idosos em relação ao conjunto da população. Há países que já completaram esse processo, enquanto outros ainda estão no início da chamada transição demográfica.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •