Curso preparatório inova para atender demanda dos alunos de pós-graduação

Por Luciano Victor Barros Maluly e Dennis de Oliveira, professores, e João Pedro Malar Massa e Gabriel Soares de Almeida, alunos de pós-graduação da Escola de Comunicações e Artes da USP

 Publicado: 03/07/2024     Atualizado: 04/07/2024 as 19:14
Luciano Victor B. Maluly – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

 

Dennis de Oliveira – Foto: Sergio Galdino/Alesp

 

João Pedro Malar Massa – Foto: Arquivo pessoal

 

Gabriel Soares de Almeida – Foto: Arquivo pessoal
O Curso Preparatório para o Programa de Aperfeiçoamento de Ensino (PAE) da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo foi registrado como disciplina junto ao Sistema Janus no ano passado. Desde então, a Comissão PAE da ECA-USP iniciou um trabalho para viabilizar a participação dos alunos de pós-graduação na construção do conteúdo da disciplina DCA 5001 – Ensino e Fundamentos da Prática Docente no Ensino Superior.

A disciplina deste ano foi realizada no primeiro semestre e contou com mais de 100 alunos da ECA e de outras unidades da USP que, além das palestras, ouviram depoimentos de docentes, colegas e ex-alunos que já participaram do PAE. Os convidados relataram as suas experiências em sala de aula, com especial atenção ao trabalho de monitoria.

A proposta da comissão uniu professores e alunos, com o objetivo de atender às demandas dos estudantes em torno da disciplina. Com isso, foi possível averiguar os anseios, necessidades e expectativas dos pós-graduandos diante do curso, que tem como objetivo a preparação pedagógica para a atuação como monitores de disciplinas na universidade e, por conseguinte, para um possível futuro como docente. Por meio de diversos canais, especialmente as mídias sociais, os representantes discentes consultaram os colegas com a intenção de verificar essas demandas e as sugestões que poderiam ser acrescentadas ao conteúdo da disciplina, já visando a segunda turma, em 2024.

Os principais pedidos se concentraram em temas relacionados às Mídias Digitais, Expressão em Sala de Aula e Inclusão & Pertencimento. O apoio das secretárias da pós-graduação da ECA-USP, Mirian Zarate Villalba e Karina de Andrade, e dos então representantes discentes Carla de Oliveira Tôzo e Jamir Osvaldo Kinoshita, foi fundamental para a comissão viabilizar a ideia e encontrar especialistas que pudessem atender às solicitações dos discentes, com palestras durante a disciplina.

O convite foi feito aos professores Ewout ter Haar (Instituto de Física da USP) e Rogério Monteiro de Siqueira (Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP) e ao diretor da área Mulheres, Relações Etnicorraciais e Diversidades da PRIP (Pró-Reitoria de Inclusão e Pertencimento), que aceitaram o convite de imediato e ofereceram os cursos de Tecnologia para o Ensino Superior e Diretrizes Pedagógicas para Inclusão e Pertencimento, respectivamente.

A palestra de abertura foi ministrada pelo professor Mario Rodrigues Videira Junior, do Departamento de Música e presidente da Comissão de Pós-Graduação da ECA-USP, que revelou aspectos sobre a importância do PAE e da preparação pedagógica para os futuros docentes.

Com a ajuda da doutoranda Adriana Barea Cardoso, do Programa de Pós-Graduação em Música da ECA-USP, a comissão convidou o médico e pesquisador Reinaldo Kazuo Yazaki, considerado um dos principais otorrinos do mundo, para proferir a palestra de encerramento. O tema escolhido foi A Saúde Plena da Voz do Professor: Uma Abordagem de Medicina Preventiva Otorrinolaringológica.

As demandas dos alunos refletem um cenário cada vez mais desafiador para a prática da docência no Brasil, exigindo múltiplos conhecimentos que, muitas vezes, vão além da própria formação tradicional de docentes, como os aspectos que envolvem a saúde e o relacionamento interpessoal. Este é exatamente o papel de disciplinas como a de preparação pedagógica: abarcar esses temas, indo ao encontro da preparação para o cenário contemporâneo da docência no Brasil.

Com a ajuda dos representantes discentes, os professores responsáveis se concentraram na preparação dos alunos para o exercício da docência. Seguindo as novas orientações da Pró-Reitoria de Pós-Graduação da USP, o conteúdo da disciplina voltou-se para discussões em torno das relações aluno-professor, aspectos organizativos, metodologias e recursos de ensino e avaliação.

Agora, a Comissão PAE da ECA-USP está envolvida em uma nova etapa, que visa à organização do 2º Encontro Discente PAE e a próxima consulta à comunidade ecana da pós-graduação, prevendo mudanças para a disciplina de 2025, com uma lógica de atualização e aprimoramento constantes.

Logo, as etapas de preparação pedagógica da Universidade de São Paulo têm como finalidade não só preparar os alunos para as atividades de monitoria, mas também estimulá-los para o trabalho (de excelência) como cientistas e professores. Acreditamos que o contato constante com os alunos e uma construção conjunta da disciplina preparatória são essenciais para atingir esse objetivo, contribuindo tanto para a melhor formação desses futuros docentes quanto para a comunidade uspiana como um todo, beneficiando os discentes da graduação à pós-graduação, e os docentes da Universidade.

________________
(As opiniões expressas nos artigos publicados no Jornal da USP são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem opiniões do veículo nem posições institucionais da Universidade de São Paulo. Acesse aqui nossos parâmetros editoriais para artigos de opinião.)


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.