outubro 2017

Sensor de papel facilita análise forense em campo

Químico da USP desenvolve sensores eletroquímicos e colorimétricos em papel para análise de três diferentes tipos de amostras: explosivos, adulterantes de drogas e de leite. O objetivo foi auxiliar a polícia a fazer detecções rápidas e fáceis, em campo.

Sensor de papel facilita análise forense em campo

Químico da USP desenvolve sensores eletroquímicos e colorimétricos em papel para análise de três diferentes tipos de amostras: explosivos, adulterantes de drogas e de leite. O objetivo foi auxiliar a polícia a fazer detecções rápidas e fáceis, em campo.