Publicação é referência em dados sobre fretes de produtos agrícolas

O Sifreca, Sistema de Informação de Fretes para Cargas Agrícolas, completa agora 20 anos

Por - Editorias: Universidade
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
O aplicativo do Sifreca está disponível para download gratuito – Foto: Leo Carlim

Era o ano de 1997 quando o professor José Vicente Caixeta Filho decidiu divulgar os resultados de seus estudos sobre fretes de transporte de cargas agrárias em uma publicação inédita e específica. A necessidade se impunha, pois era nítida a discrepância entre os índices publicados pelas instituições oficiais e os que, de fato, eram praticados pelos agentes do mercado.

Assim surgiu 20 anos atrás a primeira edição do Sistema de Informação de Fretes para Cargas Agrícolas (Sifreca). “É um projeto que se justificou, inicialmente, para fornecer dados de frete para a alimentação de modelos matemáticos de roteirização. Com o passar do tempo, se tornou uma referência do mercado para o devido balizamento de negociações de fretes, principalmente agrícolas”, afirma o idealizador do projeto e professor da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP.

Inicialmente distribuído no formato de um folheto, o Sifreca hoje é uma publicação multiplataforma, com diversas opções para consulta. É possível conferir as informações pelo site, pelo informativo impresso e também pelo aplicativo para dispositivos móveis. Com uma ampla rede de informantes presentes nas diversas regiões do País, a ferramenta conta com a participação de cerca de 40 pesquisadores do Grupo Esalq-Log, que coletam os valores de fretes em todo o Brasil e fornecem as informações que serão usadas por profissionais da área logística, transportadoras e agentes do setor agroindustrial.

Atualmente, vêm sendo analisados e acompanhados os mercados de fretes de mais de 50 produtos distintos, dentre os quais destacam-se: açúcar, fertilizantes, algodão, café, calcário, farelo de soja, milho, óleo de soja, etanol e combustíveis claros, como gasolina e óleo diesel. Além disso, são coletadas, semanalmente, aproximadamente 5.000 informações de fretes em rotas de abrangência nacional.

“Quase 20 anos depois, o Sifreca disponibiliza informações cada vez mais representativas de valores de fretes, tendo em vista um árduo trabalho de coleta por parte de nossos pesquisadores, assim como a acolhida cada vez maior de nossos informantes, grupo composto de transportadores, embarcadores e traders, entre outros” aponta Caixeta.

O banco de dados do Sifreca oferece não só a possibilidade de cálculo de fretes, mas também a análise de diversas informações essenciais para a tomada de decisões do setor logístico. Atingir a marca de 20 anos comprova sua eficiência bem como sua utilidade, possibilitando que os profissionais da área tenham acesso às principais informações relacionadas ao mercado de fretes.

O aplicativo do Sifreca está disponível para download no googleplay e na applestore. Saiba mais em http://sifreca.esalq.usp.br/

Adaptado de Caio Albuquerque, da Divisão de Comunicação da Esalq
Com informações de Amanda Wendland – estagiária de Jornalismo do Esalq-Log

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados