Portal de Revistas da USP atinge 10 milhões de downloads em 2016

Criado em 2008, o portal já está entre os 50 melhores repositórios do mundo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Atualizado em 20 de janeiro de 2017, às 12h29

O Portal de Revistas da USP nasceu em 2008 e atualmente conta com 161 títulos disponíveis para download
O Portal de Revistas da USP nasceu em 2008 e atualmente conta com 161 títulos disponíveis para download

Em 2016, o Portal de Revistas USP atingiu a marca de 10 milhões de downloads em publicações. A Revista de Medicina, mantida pelos alunos da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), foi a mais baixada, com mais de 770 mil downloads. O portal, que nasceu em 2008, foi o primeiro a reunir as publicações da Universidade e hoje conta com 161 títulos.

O bibliotecário André Serradas, chefe técnico da Divisão de Gestão de Sistemas de Comunicação e Disseminação de Produtos e Serviço do Sistema Integrado de Bibliotecas (SIBi) da USP, conta que a marca já era esperada, pois desde anos anteriores o número de downloads vem crescendo. Em 2015, foram aproximadamente 9 milhões de revistas baixadas e no ano anterior 7 milhões. Ele destaca que esses números mostram a boa qualidade das produções da Universidade e, ainda mais importante, o que está sendo produzido dentro da USP também está sendo visto fora dela.

Das 15 revistas mais baixadas, oito são da área de saúde. Porém, o portal publica títulos das mais diversas áreas do saber, como medicina veterinária, filosofia, história, comunicação social, biologia, entre outras. Para ter um título disponível no portal, é necessário que a revista seja uma publicação oficial da USP. Não basta que um professor da Universidade participe como editor, a revista precisa ser reconhecida como oficial. “Professores podem ser editores em várias revistas de outras instituições e isso não dá a oportunidade de inclusão dessa revista no portal”, explica Serradas.

O portal

O Portal de Revistas USP é uma biblioteca digital das revistas publicadas por unidades de ensino e pesquisa, programas de pós-graduação e núcleos de pesquisas de docentes e alunos da Universidade. Foi criado no ano de 2008, no âmbito do Programa de Apoio às Publicações Científicas Periódicas  da USP, existente desde a década de 1980. Antes da criação do portal, todas as publicações estavam indexadas em outros locais, sem uma plataforma que as unificasse. “Essa situação de ter o conteúdo fora da USP não é um problema, o problema é quando a Universidade também não tem esses conteúdos para garantir que toda coleção disponível seja organizada e relida, inclusive como preservação de parte de sua memória institucional”, conta Serradas.

André Serradas, bibliotecário chefe técnico da Seção de Apoio ao Credenciamento de Revistas USP do Departamento Técnico do SIBi - Foto: Marcos Santos
André Serradas, chefe técnico Divisão de Gestão de Sistemas de Comunicação e Disseminação de Produtos e Serviço do SIBi – Foto: Marcos Santos

Em 2012, o portal passou por algumas mudanças, principalmente no software de indexação utilizado.

O Open Journal System, um software livre desenvolvido por várias universidades estrangeiras, permite que o editor gerencie todo o processo editorial, desde a recepção do trabalho enviado pelo autor até a publicação no site e o envio para algumas bases de dados. Antes, a plataforma utilizada permitia apenas a disponibilização dos conteúdos, sem essa capacidade de gerenciamento.

Em 2015, o portal foi ranqueado pela primeira vez pelo Ranking Web of Repositories e foi considerado o 34º melhor portal de repositórios do mundo. Atualmente, ele ocupa a 32ª posição. A primeira vez que a USP apareceu nesse ranking foi com a Biblioteca Digital de Teses e Dissertações que, hoje, ocupa a 12ª posição de melhor repositório.

As Revistas

As três publicações mais baixadas são: Revista de Medicina, com 770.303 downloads; Revista Latino-Americana de Enfermagem, com 597.246 downloads; e Revista da Faculdade de Direito, Universidade de São Paulo, a mais antiga publicação da USP, com 538.616 downloads.

 

Sibi - Foto: Marcos Santos
Equipe do Portal de Revistas USP – Foto: Marcos Santos

.
Um fato curioso é que a revista mais baixada é produzida por alunos e não por grupos de pesquisas ou programas de pós-graduação como de costume. Serradas conta que as revistas estudantis sofrem com o fato de serem consideradas menos sérias, porém a Revista de Medicina é o melhor exemplo para quebrar esse estigma. Em 2016, a publicação completou cem anos de existência e é enviada para mais de 150 universidades no mundo todo. “Então, uma revista que é publicada regularmente há cem anos merece, sim, o crédito e o respeito da nossa comunidade”, completa.

Em terceiro lugar, a Revista da Faculdade de Direito é a mais antiga em circulação na USP, tendo sido criada antes da própria Universidade. A primeira publicação ocorreu em 1893. “Ela tem um perfil muito próprio, inclusive porque ela se distancia desses sistemas atuais de avaliação. Ela mantém uma linha editorial e um modo de produção ainda muito tradicional, em que eles controlam todo o conteúdo sem se deixar influenciar pelas tendências”, conta Serradas.

Para mostrar a diversidade de assuntos, o bibliotecário traz o exemplo de duas revistas: a Revista de Direito Sanitário, que envolve a Faculdade de Saúde Pública (FSP) e a Faculdade de Direito (FD), que é uma publicação bastante especializada em saúde e direito; e a Revista USP, da Superintendência de Comunicação Social (SCS), que tem como foco a multidisciplinaridade. “Você percebe que são temas diferentes, embora algumas revistas da área da saúde acabem aparecendo mais, isso não é exclusivo.” Ambas as revistas estão entre as 15 mais baixadas de 2016, o que demonstra uma busca tanto por temas mais específicos quanto por temas mais abrangentes.

Os dez artigos mais baixados de 2016:

Título Total
Crescimento e desenvolvimento puberal na adolescência 35151
O escore de risco de Framingham para doenças cardiovasculares 23124
O pensamento de Emilia Ferreiro sobre alfabetização 20338
Síndrome metabólica: diagnóstico e tratamento 18764
Pesquisa exploratória: procedimento metodológico para o estudo de fatores humanos no campo da saúde pública 18440
Hérnias em geral: revisão didática 18361
Fundamentos da Fisioterapia dermato-funcional: revisão de literatura 18326
Estudos de caso e sua aplicação: Proposta de um esquema teórico para pesquisas no campo da contabilidade 15321
Análise qualitativa de dados de entrevista: uma proposta 14610
10º Formação dos profissionais de saúde para o SUS: significado e cuidado 13317

Total de downloads por revista:

Revistas Total
Revista de Medicina 770303
Revista Latino-Americana de Enfermagem 597246
Revista da Faculdade de Direito, Universidade de São Paulo 538616
Revista de Saúde Pública 453081
Revista da Escola de Enfermagem da USP 353709
Medicina (Ribeirão Preto. Online) 347684
Revista USP 321234
Fisioterapia e Pesquisa 313504
Saúde e Sociedade 299126
Revista de Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo 257576
Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science 238558
Revista de História 227631
Revista Brasileira de Educação Física e Esporte 191720
Revista de Direito Sanitário 134487
Cadernos de Campo (São Paulo, 1991) 118497
TOTAL 10127267

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados