Parte dos funcionários da creche de Ribeirão adere à greve; atendimento continua

Prefeitura do campus de Ribeirão informa que nenhum serviço foi prejudicado

Por - Editorias: Universidade
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Parte dos funcionários da Creche Carochinha, que atende filhos de funcionários e docentes do campus da USP em Ribeirão Preto, aderiu à greve. A informação é do Serviço de Comunicação Social da Prefeitura do Campus USP em Ribeirão Preto (PUSP-RP), que informou que a paralisação não afetou o atendimento da creche.

O boletim do Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp) do dia 18 de maio informa que o campus de Ribeirão Preto e o Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) aderiram à greve.

No entanto, segundo informações do Gabinete da PUSP-RP, até o momento, nenhum serviço no campus foi prejudicado. O restaurante universitário e a biblioteca estão funcionando normalmente.

A Superintendência do Centrinho informou que não há comunicação oficial de adesão ao movimento de greve de nenhuma categoria. A Prefeitura do Campus USP em Bauru (PUSP-B) informou que não há ocorrência registrada a respeito do movimento de greve na Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) nem na Prefeitura.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados