Melhores teses de doutorado da USP são premiadas

A premiação estimula as atividades de pesquisa nos Programas de Pós-Graduação. Em 2016, puderam concorrer as teses defendidas entre 1º de janeiro de 2014 a 31 de dezembro de 2015

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
A 5ª edição do “Prêmio Tese Destaques USP” e das menções honrosas contemplou 25 doutores nas nove grandes áreas de conhecimento - Foto: Ernani Coimbra
A quinta edição do Prêmio Tese Destaque USP e das menções honrosas contemplou 25 doutores nas nove grandes áreas de conhecimento – Foto: Ernani Coimbra

.
No dia 28 de setembro, foi realizada a cerimônia de entrega da quinta edição do Prêmio Tese Destaque USP e das menções honrosas, na Sala do Conselho Universitário, em São Paulo, que contemplou 25 doutores nas nove grandes áreas de conhecimento: Ciências Agrárias, Ciências Biológicas; Ciências Exatas e da Terra; Ciências Humanas; Ciências da Saúde; Ciências Sociais Aplicadas; Engenharias; Linguística, Letras e Artes; e Multidisciplinar.

Em cada uma das áreas, uma tese foi premiada e até duas foram agraciadas com menções honrosas. Os premiados receberam R$ 10 mil e, os orientadores, um valor de até R$ 5 mil por meio de auxílio financeiro para custear as despesas com passagens aéreas, hospedagem, alimentação, locomoção urbana e inscrição em eventos. Além disso, os autores e orientadores receberam um diploma de premiação. Os recursos foram provenientes de Convênio USP/Santander.

Os critérios de premiação consideraram originalidade do trabalho, relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação e valor agregado ao sistema educacional. Em 2016, puderam concorrer as teses defendidas entre 1º de janeiro de 2014 a 31 de dezembro de 2015. As inscrições para participar da seleção ficaram abertas de 1º de junho a 31 de julho deste ano. Os trabalhos foram avaliados por nove comissões julgadoras, cada uma delas formada por um docente da USP, 42 avaliadores externos no total e um presidente, que tiveram o prazo de um mês para julgar as 160 teses inscritas.

Atualmente, a USP possui 225 Programas de Pós-Graduação. Por ano, em média, 2.500 títulos de doutorado são outorgados pela USP – em 2014, por exemplo, foram 2.704 –, o que representa quase 20% das teses de doutorado defendidas no País.

Internacionalização

A abertura da cerimônia foi feita pelo presidente da Comissão de Análise do Prêmio, Paulo Alberto Nussenzveig, que falou sobre a importância e os esforços necessários para realizar uma pesquisa de doutorado, e também da origem do prêmio, ressaltando o seu objetivo: “Estimular atividades de pesquisa dos alunos matriculados e dos professores credenciados nos Programas de Pós-Graduação da Universidade, através da identificação e distinção anual do destaque entre teses defendidas, dentro das nove grandes áreas de conhecimento”.

O superintendente do Santander Universidades, Afrânio Pereira, destacou que sua instituição tem “muito orgulho de apoiar a USP em projetos que contribuem com a realização de pesquisas e teses”.

O pró-reitor de Pós-Graduação da USP, Carlos Gilberto Carlotti Jr., comentou que as teses premiadas são exemplos da qualidade que é esperada nas pesquisas da Universidade e ressaltou que a maioria das teses premiadas tem como características em comum a interdisciplinaridade e a internacionalização.

.

A pesquisadora Angela Castoldi (e, ao fundo, seu orientador, Niels Olsen Saraiva Câmara) durante apresentação resumida de sua tese intitulada “MyD88: um modulador do perfil inflamatório e metabólico na obesidade experimental”, premiada na Grande Área Ciências Biológicas - Foto: Ernani Coimbra
A pesquisadora Angela Castoldi (e, ao fundo, seu orientador, Niels Olsen Saraiva Câmara) durante apresentação resumida de sua tese, intitulada MyD88: um modulador do perfil inflamatório e metabólico na obesidade experimental, premiada na grande área Ciências Biológicas – Foto: Ernani Coimbra

.
O vice-reitor Vahan Agopyan chamou a atenção para a alegria expressa no rosto dos orientadores, “o que mostra um pouco da dedicação e entusiasmo que os professores têm ao contribuir com a formação acadêmica dos alunos”.

O dirigente citou algumas cerimônias que a Universidade promove, como os ingressos dos alunos, as formaturas e as premiações, “que são uma manifestação de reconhecimento e agradecimento da instituição pela competência e distinção que tiveram”, e disse desejar e esperar muito sucesso aos premiados, “pois a contribuição que vocês podem dar à sociedade é incrível e importante para as mudanças que precisamos”.

Desde 2011

Após os discursos, foi realizada a entrega dos prêmios e os nove autores das melhores teses, com a participação de seus orientadores, fizeram uma apresentação de cinco minutos para explicar a pesquisa premiada. Além dos conceitos das teses, um comentário comum a quase todos os pesquisadores foi de que a premiação da USP confirmava outras distinções recebidas externamente, demonstrando a relevância da Pós-Graduação da Universidade (confira a relação de todos os premiados no site da Pró-Reitoria de Pós-Graduação).

O Prêmio Tese Destaque USP foi entregue pela primeira vez em 2011 para celebrar os 100 mil títulos da Pós-Graduação da Universidade e como uma forma de reconhecer a qualidade de seus alunos. Naquele ano, foram distribuídos 30 prêmios. Devido ao sucesso da iniciativa, o prêmio foi institucionalizado através da Resolução CoPGr nº 6423, de 27 de setembro de 2012.

Da Assessoria de Imprensa da USP

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail