Arte e ciência contarão a história do Instituto de Ciências Biomédicas

Projeto de livro foi aprovado na Lei Rouanet e está na fase de captação de recursos junto a empresas e pessoas físicas que queiram patrocinar a iniciativa

Por - Editorias: Universidade
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Preservar sua memória e identidade, dialogando com a história da ciência no País, e pensar seu futuro. É essa a proposta de mais uma iniciativa de resgate da trajetória do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP: a publicação de um livro bilíngue (português e inglês), em versão impressa e digital, que teve o projeto aprovado no Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), do Ministério da Cultura.

Produzido a partir de um extenso levantamento histórico, documental e iconográfico, o livro contará com depoimentos de ex-alunos, professores e fundadores. São narrativas que remetem ao processo de construção do ICB, desde sua origem, em 1969, até os dias atuais. “É importante resgatar a memória do ICB, não só para a própria comunidade, mas também para o Brasil e o mundo, mostrando as contribuições científicas importantes”, afirma Jackson Cioni Bittencourt, diretor do ICB.

Jackson Cioni Bittencourt, diretor do ICB - Foto: Cecília Bastos/SP Imagens
Jackson Cioni Bittencourt, diretor do ICB – Foto: Cecília Bastos/SP Imagens

A obra é desenvolvida junto à Auana Editora por um time formado pela jornalista e editora Ana Augusta Rocha, o fotógrafo Ricardo Teles e o designer Fernando Porsani. Com o título provisório de Instituto de Ciências Biomédicas – USP : Memórias, Contexto e Perspectivas, o livro terá a arte como guia, provocando reflexões e ajudando a contar essa história de modo envolvente.

O projeto está em fase de captação de recursos junto a empresas e pessoas físicas, a partir do abatimento no Imposto de Renda, conforme regulamentado pela Lei Rouanet. Foi aprovado o valor de R$ 373 mil para a iniciativa. Quem quiser colaborar deve entrar em contato com a editora (contato@auana.com.br) e fazer um depósito identificado na conta oficial do projeto, solicitando um recibo do procedimento, necessário para poder informar a doação na declaração de Imposto de Renda do ano seguinte.

Desde 2012, o Instituto de Ciências Biomédicas vem desenvolvendo ações de valorização de sua memória institucional, principalmente em torno das comemorações de seus 45 anos, que aconteceram no ano passado. Uma portaria interna, inclusive, formalizou o grupo de trabalho Memória Institucional (GTMI), composto por docentes e funcionários engajados na temática.

Contribuições científicas do ICB

O ICB é um centro de ensino, pesquisa e extensão no campo das ciências biomédicas e biotecnológicas que tem como missão empreender o desenvolvimento científico, formar profissionais e difundir o conhecimento à sociedade. Foi fundado em 1969 e, próximo dos cinquenta anos de existência, revela uma ampla contribuição para a ciência brasileira.

Pesquisas do ICB resultam em publicações diversas – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

Na área da anatomia, por exemplo, é do professor Olavo Calasans a descoberta do quadríceps oculi ou músculo quadríceps ocular (denominação do músculo ciliar, inserido na Nomina Anatomica), em 1953. O achado é citado, até hoje, pelos grandes tratados de anatomia humana e também pelos melhores livros de oftalmologia em todo o mundo.

Outra contribuição importante do ICB é a pesquisa do professor Luiz Rachid Trabulsi, da área de microbiologia, que estudou a patogenia da diarreia, contribuindo para a redução da mortalidade infantil causada pela Escherichia coli.

A produção de livros didáticos também se destaca no instituto. O livro Histologia Básica, de Junqueira & Carneiro, é um clássico internacional utilizado no ensino de graduação, e se encontra na sua 13ª edição. A obra já foi traduzida em catorze idiomas e já recebeu vários prêmios. Anatomia Dentária, de Milton Picosse, contribuiu para a incipiente bibliografia odontológica nacional.

Catálogo de Pesquisa

Catálogo de pesquisadores do ICB – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

Uma das iniciativas de preservação da memória institucional do ICB foi a criação do Catálogo de Pesquisa. Bilíngue, o produto foi idealizado para expor a diversidade dos estudos científicos realizados no instituto, apresentando as linhas de pesquisas de todos os docentes.

Essa diversidade é um diferencial que torna possível realizar pesquisas com abordagem integrada e multidisciplinar.

O ICB tem sete programas de pesquisa próprios e três interunidades nas grandes áreas de Ciências Morfofuncionais; Bioinformática; Biotecnologia; Biologia Celular e do Desenvolvimento; Farmacologia; Fisiologia e Biofísica; Imunologia; Microbiologia; Neurociências e Comportamento; Parasitologia.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados