Faculdade de Educação reflete sobre cooperação internacional em seminário

Internacionalização da unidade acontece com projetos de pesquisa em conjunto, além de intercâmbios de alunos, professores e funcionários

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Entender as estruturas e obstáculos da educação em seus diversos níveis em um país envolve conhecer suas tradições, história e cultura. Países como Colômbia, Polônia, Estados Unidos e Croácia têm, cada um, nesse aspecto, trajetórias particulares, mas que ajudam a compreender o fenômeno da educação como um todo e fornecem uma visão ampla sobre como é possível lidar com os desafios do campo educacional, dependendo de cada contexto.

Na Faculdade de Educação (FE) da USP, com a criação da Comissão de Cooperação Nacional e Internacional (CCInt), foi fortalecido o empenho no desenvolvimento de projetos de pesquisa em conjunto, intercâmbios de alunos, professores e funcionários, bem como produção bibliográfica a partir de experiências de cooperação nacional e internacional. Nos dias 12 e 13 de maio, brasileiros e estrangeiros participam do segundo Seminário de Internacionalização da FE, que reúne a comunidade envolvida com essas atividades na unidade.

Alunos estrangeiros na USP - Foto: Divulgação/FEUSP
Alunos estrangeiros na USP – Foto: Divulgação/FEUSP

Foram convidados 20 estrangeiros, entre eles finlandeses, chilenos, colombianos e americanos, que vão compartilhar experiências e vivências. Segundo o presidente da CCInt da Faculdade de Educação, professor Valdir Heitor Barzotto, eles vão mostrar o que fazem em suas universidades e o que aprendem aqui, observando o que fazemos na nossa. Os relatos são baseados em três linhas: a pesquisa, o intercâmbio e como o funcionário pode ajudar na internacionalização da faculdade, expondo como é o funcionamento institucional dos processos de internacionalização da USP..

Com o objetivo de construir projetos de cooperação em pesquisa para a geração de conhecimento e, a partir dos resultados, manter uma produção bibliográfica, como também proporcionar uma formação mais ampla aos alunos de graduação e pós-graduação, a Comissão de Cooperação Nacional e Internacional da FE se beneficia de convênios com universidades em todos os continentes, cobrindo todas as áreas do campo educacional.

Valdir Heitor Barzotto - Foto: Divulgação/FEUSP
Valdir Heitor Barzotto – Foto: Divulgação/FEUSP

De acordo com Barzotto, os alunos regularmente matriculados podem optar pela realização de até um semestre em instituições, do exterior. “Já temos 15 alunos brasileiros em instituições internacionais”, lembra. Professores podem optar por estadias de curta duração ou missões de estudos em quaisquer dos países conveniados, assim como funcionários podem optar por estadias de curta duração para atividades de atualização profissional em qualquer centro de excelência profissional no exterior.

As informações sobre estas oportunidades são disponibilizadas no portal da Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (Aucani) e na seção “Internacional” no site da FE.

O Seminário de Internacionalização da Faculdade de Educação conta com a presença do presidente da Aucani, professor Raul Machado, da diretora da FE, professora Belmira Bueno, e do presidente da CCInt da unidade, professor Valdir Heitor Barzotto, entre outros. Na abertura do evento os alunos intercambistas da Colômbia fizeram uma apresentação de dança fandango e cumbia.  A programação do encontro pode ser acessada neste link.

Mais informações: (11) 3091-2067, email ccint.fe@usp.br

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados