USP São Carlos lança projeto para estimular atividades voluntárias

Iniciativa piloto, o projeto Doe 1 Dia busca aproximar a Universidade da sociedade

Por - Editorias: Extensão
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Reprodução / Projeto Doe 1 Dia
.
Transformar a visão de que a USP é inacessível e que pouco influencia a realidade do País. Esse é um dos objetivos do projeto Doe 1 Dia, que surgiu em São Carlos. Para alcançar essa finalidade, a ideia da iniciativa é estimular professores e funcionários a realizarem atividades voluntárias em escolas públicas, casas de detenção, asilos, fundações e associações.
Inicialmente, um projeto piloto será implantado em duas unidades de ensino e pesquisa da USP: no Instituto de Química de São Carlos (IQSC) e no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC). Mas a ideia das professoras que criaram a iniciativa é expandi-la para toda a Universidade. “A proposta é que professores e funcionários possam levar seus conhecimentos, que podem ser técnicos ou relacionados a um hobby ligado à cultura e ao lazer, para além dos muros da instituição”, explica a professora Maria Olímpia de Oliveira Rezende da Comissão de Cultura e Extensão Universitária do IQSC.
Ela desenvolveu o projeto em parceria com a professora Kalinka Castelo Branco, do ICMC. “Ao compartilhar os conhecimentos com a comunidade, os professores e funcionários também passarão pela experiência de aprendizado e crescimento pessoal”, ressalta Kalinka. “As possibilidades são muitas, tantas quanto o total de professores e funcionários da nossa universidade”, acrescenta.
Para facilitar a realização do projeto, foi firmada uma parceria com a Diretoria de Ensino da região de São Carlos e com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia do município. Essas parcerias facilitarão o acesso dos professores e funcionários às instituições em que realizarão as atividades voluntárias.

Como participar 

Para se tornar um voluntário do Doe 1 Dia, os professores e funcionários do IQSC e do ICMC devem preencher o formulário on-line. No formulário, o interessado precisa apresentar um resumo da atividade que pretende realizar, explicar os objetivos que deseja alcançar, escolher em qual instituição desenvolverá o trabalho e também apresentar um currículo resumido.
A seguir, as informações serão avaliadas pela Comissão de Cultura e Extensão Universitária (CCEx) do IQSC. Se a proposta for aprovada, será enviada ao chefe imediato do voluntário, para que possa ser averiguada a disponibilidade de realização da atividade e aprovada a data da ação. A seguir, a CCEx do IQSC fará o agendamento com a instituição. Assim, o funcionário será autorizado a exercer a atividade como um trabalho externo à USP e receberá um certificado de participação no projeto.
“Podemos ter um professor da área de matemática palestrando sobre a história da música ou da arte; um secretário ensinando a pescar; um químico falando sobre literatura”, exemplificam as professoras. E finalizam: “O importante é que, durante a atividade, o voluntário destaque o quanto a USP é importante em sua vida e possa inspirar os participantes, mostrando que a comunidade acadêmica está próxima deles e que a Universidade é acessível”.
Assessoria de Comunicação do IQSC e ICMC
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados